B"H
.
 
 
NOSSA SEMANA
 
 
17 de Maio de 2019
12 de Iyar de 5779
 
 
Velas de Shabat:
Início às 17h12
Término às 18h07

Kabalat Shabat às 19:00, seguido de Kidush.
Participe desta experiência única...
 

 

DESTAQUE

Todas as terças, empresários se reúnem para o “Lunch & Learn”, uma feijoada Kasher seguida do estudo do Talmud.
 
 
.
 

 
PARASHAT EMOR
 
Lag Baomer – A lição que aprendemos da vida de Rabi Shimon
 
Na quinta-feira desta semana, 18 de Iyar, celebraremos a tão alegre festa de Lag Baomer. A data marca o yortsait (dia de falecimento) de Rabi Shimon bar Yochai, autor do Zohar, obra base da Cabalá.

Esse sábio e seu filho, fugindo da perseguição romana, foram forçados a se esconder durante 13 anos em uma caverna – aquele foi o momento mais precioso de suas vidas. Um fluxo de água e uma alfarrobeira milagrosamente surgiram ali para fornecer-lhes comida e bebida e, sem perturbações e sem desculpas, investiram todo o tempo nos estudos.

Quando a ameaça desapareceu, eles puderam finalmente deixar o local. Só então constataram o impacto, em si mesmos, do tempo vivido ali: Rabi Shimon entrou como seguidor e saiu como líder. Foi, provavelmente, o judeu mais influente desse período. A “revolução do misticismo”, por ele conduzida, mudou a face do judaísmo para sempre. Até hoje sua sabedoria dá o tom de nossa maneira de pensar, sentir e interagir, seja com outras pessoas, seja com D’us.

Atualmente, vivemos em um ambiente maravilhoso de liberdade, no qual não há soldados à espreita, nem ameaça de perigo em nossas vidas. Aparentemente, somos livres – mas, na realidade, estamos sob constante ataque. As distrações do mundo são ferramentas usadas por nossa inclinação para o mal, e nós mesmos nos impedimos de nos conectar com D’us. Às vezes, prometemos e tentamos ser seres melhores e mais dedicados, mas, por vezes, não conseguimos. O que será que dá errado nessas horas?

Temos sempre expectativas tão altas, e assim não carecemos de desejo, mas de falta de foco. Há muitas distrações que tomam o nosso tempo; por vezes, permanecemos estagnados por anos. Por isso é importante nos lembrarmos, sempre, de que as pessoas bem-sucedidas têm, além de disciplina, capacidade de priorizar assuntos e definir metas. Assim, a exemplo do que viveu Bar Yorchai, podemos, quando somos ameaçados pela preguiça ou pela confusão mental, fugir para uma “caverna” dentro de nós mesmos. Desligar o celular, colocar uma placa de “não perturbe” na testa e nos dedicar àquilo que realmente é importante: família, tradição, trabalho e estudo.

Concentre-se no que é importante para você e perceberá o quão longe pode chegar. Com certeza, seus filhos, alunos e parceiro(a) notarão a diferença e, com ela, aprenderão a crescer com você. Quando se preocupar com o quanto pode estar “perdendo lá fora”, lembre-se de que D’us prometeu nos fornecer todas as nossas necessidades, dando-nos tempo para nos concentrar. Tenha certeza: quando você se “tranca” em uma caverna dourada de oportunidades e torna-se líder, tudo o que precisa e aspira será trazido até você.


Shabat Shalom!

Rabino Eliyahu e Rivky Rosenfeld.

 


 
TOQUE DE HUMOR
 
Judeus não comem carne de porco. Mas, em Israel, havia um rabino que tinha uma vontade louca de experimentá-la, apenas por curiosidade, para saber como é o sabor. Só que, exatamente por ser um rabino e por estar em Israel, ele nunca pôde realizar seu desejo. Foi aí que planejou tirar férias em uma ilha do Caribe.

Ali chegando, logo após se instalar em um belíssimo hotel, dirigiu-se a um dos restaurantes especializados em leitãozinho assado, anunciado como a oitava maravilha do mundo.

Ele havia feito o pedido, satisfeito consigo mesmo, quando apareceram cerca de dez jovens de sua própria congregação que tinham ido passar férias naquela mesma ilha. Vendo-o, foram cumprimentá-lo.

Foi quando chegou o garçom trazendo aquele leitãozinho dourado e fumegante, com azeitonas nos olhos e uma belíssima maçã na boca, tudo em uma travessa prateada enfeitada de alface e frutas vermelhas.

O rabino apressou-se em comentar:
– Vejam que serviço primoroso o deste restaurante! Pede-se uma simples maçã, e vejam só COMO eles a servem!
 

 
Galeria de fotos
Cabalá
Próximos eventos
Judaísmo na prática
Lag Baomer
Parashat Emor
 
 
Afiliado ao Movimento Mundial "Chabad Lubavitch"
www.beitmenachem.com.br
 
 
BEIT MENACHEM

Em memória de Decio e Lúcia Len

Rua Natingui, 1233 -
Alto de Pinheiros - 05443-002
São Paulo - SP - Brasil
55 11 3812 6216