B"H  
BEIT MENACHEM
 
  NOSSA SEMANA 15 de Março de 2019
08 de Adar II de 5779
 
 
     
  DESTAQUE  
     
  Os voluntários mirins do projeto “Mão na Massa” participaram de mais um encontro na última quarta-feira e prepararam lindas chalot para serem distribuídas.  
     
 
     
 

Acendimento das velas de Shabat:
18:02
Término do Shabat: 18:55

Velas de Yom Tov:
03/06 - 17:07
04/06 - após 18:04

Kabalat Shabat:
às 19:00, seguido de Kidush.

Participe desta experiência única...

 
     
 
 
  PARASHAT VAIKRA  
  Em Purim, vamos celebrar os milagres cotidianos!  
 
 

Você acredita em milagres? Experimentou algum nas últimas horas? Se acredita que a resposta seja não, volte um pouco no tempo, para a manhã de hoje, ao momento em que abriu os olhos. Pare e pense: você abriu os olhos para um novo dia! Isso é menos do que um milagre? Sua mobilidade, audição, cognição, todas as suas capacidades são apenas fatos que “acontecem”, ou merecem gratidão? As pessoas amadas que o cercam – família, amigos, colegas – representam um acaso ou um milagre na sua vida? Há apenas uma resposta para todas as perguntas: depende de como você enxerga a vida.

Passamos por altos e baixos constantemente. E o que se destaca para você? O que é bom ou o que não é? Quando nos propomos a apreciar o que é bom, essa simples atitude nos ajuda em nossa jornada, pois passamos a perceber todas as bênçãos cotidianas que recebemos. Uma vez que enxergamos nossas vidas como um dom, os obstáculos assumem uma proporção diferente, mais “gerenciável”. Transformam-se em lições, exercícios de autoaperfeiçoamento, testes de caráter.

Essa é a lição poderosa de Purim.

Temos feriados como Pessach, que celebra os milagres “evidentes” que experimentamos no decurso de nosso êxodo do Egito. Em nossas vidas, esses correspondem aos momentos em que nossa boa sorte está evidente. Cada um de nós tem seus próprios dias especiais, as "aberturas do mar" individuais, e nessas horas nos voltamos a D’us para agradecer por nossa boa sorte. Isso é Pessach.

No entanto, Purim é diferente. Não há milagres a comemorar. Nessa festa, os eventos celebrados ocorreram de forma positiva e natural – foi nossa a escolha de vê-los como um milagre. No âmbito de nossas vidas, os "milagres Pessach" serão provavelmente muito poucos. A maior parte do tempo é como hoje, um dia normal sem nada especial para comemorar, a menos que tenhamos uma visão diferente e optemos, conscientemente, por apreciá-lo e comemorá-lo. Dessa forma, cada dia passará a ser uma festa.

E, já que estamos falando nisso, é hora de comemorar!

Junte-se a nós para celebrar Purim.
Esperamos por você na quarta-feira, a partir das 17h30.


Shabat Shalom e Purim Sameach!

Rabino Eliyahu e Rivky Rosenfeld.

 

 
 
   
 
 
     
  TOQUE DE HUMOR  
     
  O grande empresário Joseph estava prestes a exalar o último suspiro, mas ainda encontrou suficiente lucidez para ditar sua derradeira vontade ao advogado.

– Abe – disse ele ao seu advogado –, quero que você inclua uma cláusula no meu testamento dizendo que todos os empregados que me serviram por vinte ou mais anos devem receber uma herança de 25 mil dólares cada um.
– Mas você só começou o seu negócio há 10 anos – ponderou o advogado.
– Eu sei – respondeu Joseph. Mas já pensou que bonito isso vai ficar nos jornais?
 
     
 
 
 
BEIT MENACHEM
Em memória de Lúcia Len

Rua Natingui, 1233 - Alto de Pinheiros
05443-002 - São Paulo - SP - Brasil - 55 11 3812 6216
 
Galeria de fotos
Cabalá
Próximos eventos
Judaísmo na prática
Parashat Vaikra
Purim
 
Afiliado ao Movimento Mundial "Chabad Lubavitch"
www.beitmenachem.com.br