B"H
.
 
 
NOSSA SEMANA
 
 
06 de Dezembro de 2019
08 de Kislev de 5780
 
 
Velas de Shabat:
Início às 18h23
Término às 19h22

Kabalat Shabat às 19:00, seguido de Kidush.
Participe desta experiência única...
 

 

DESTAQUE

Toda terça, jovens e empresários se reúnem para o Lunch & Learn – uma deliciosa feijoada Kasher seguida de um estudo do Talmud.
 
 
.
 

 
PARASHAT VAYETSÊ
 
“Das profundezas às alturas”
 
Jacó, o protagonista da parashá desta semana, possui qualidades especiais que não encontramos na mesma medida em Abraão e Isaac. Há algo específico dele, que herdamos em nosso DNA espiritual...

Jacó foi um homem cujas mais profundas revelações espirituais aconteceram quando ele estava em uma jornada, sozinho, com medo da noite escura e fugindo de um perigo para outro. Não encontramos situações semelhantes nas vidas de Abraão e Isaac. Na parashá desta semana, ele está fugindo de Esaú e prestes a conhecer Laban, um homem que lhe causaria grande tristeza. Na próxima parashá, ele estará fugindo na direção oposta, de Laban para Esaú, uma situação que o encheu de medo. Jacó era, indubitavelmente, o homem solitário da fé.

Na parashá desta semana, Jacó sonha com uma escada que se estende da terra ao céu, com anjos subindo e descendo. No fim do sonho, ele declara: "Certamente, D’us está neste lugar e eu não sabia disso... Como é incrível este lugar!” Na próxima parashá, preso entre sua fuga de Laban e seu encontro iminente com Esaú, ele luta com um estranho –descrito como um anjo– e recebe um novo nome: Israel. Ele nomeia este lugar Peniel, dizendo: "Eu vi D’us, cara a cara, e minha vida foi poupada”.

Este não foi um momento que passaria despercebido na história de Jacó. Normalmente, assumimos que os grandes encontros espirituais acontecem no deserto ou no topo de uma montanha, em um ashram, um mosteiro ou templo. Também em uma sinagoga ou em um retiro, um lugar onde a alma está inspirada, o corpo calmo e a mente em um estado de expectativa. Mas esta não foi a vida de Jacó.

Às vezes, é quando nos sentimos mais solitários que descobrimos que não estamos sozinhos. Podemos encontrar D’us no meio do medo ou diante de uma sensação de fracasso. É nesses momentos que sentimos Sua mão se estendendo para nós.

Esse é o dom de Jacó, o homem que encontrou D’us no coração das trevas. E esta é a herança que ele nos deixou: saber que podemos encontrar D’us não apenas quando estamos cuidando pacificamente das ovelhas ou numa oração na sinagoga, mas também quando estamos com dificuldade, longe de casa, com perigos à frente e medo do que ficou para trás.

Das profundezas podemos alcançar as alturas. As crises mais profundas de nossas vidas podem se transformar nos momentos em que encontramos as verdades mais intensas e adquirimos nossas maiores forças para seguir em frente.


Shabat Shalom!

Rabino Eliyahu e Rivky Rosenfeld.

 


 
MURAL DA COMUNIDADE
 
Desejamos Mazal Tov a Daniel, Sabrina e às famílias Goldzveig, Crochik e Gormezano pelo nascimento do filho, Nathan.
 

 
Galeria de fotos
Cabalá
Próximos eventos
Judaísmo na prática
Parashat Vayetse
Chanuca
 
 
Afiliado ao Movimento Mundial "Chabad Lubavitch"
www.beitmenachem.com.br
 
 
BEIT MENACHEM

Em memória de Decio e Lúcia Len

Rua Natingui, 1233 -
Alto de Pinheiros - 05443-002
São Paulo - SP - Brasil
55 11 3812 6216